sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

UAUU #417

CID, HAJA CORAÇÕES!

























Isto sim é uma capa potente para embrulhar o novo álbum "Clube dos Corações Solitários" do tio Cid. Bora lá identificar! Cada um de nós pode fazer parte do cenário no espaço em branco... genial, mas, oh lá, falta o Salvador Sobral! Um dos novos temas chama-se "The Fab 4" e é uma versão moderna de "Ode To The Beatles", magistral original do Quarteto 1111 de 1971. Para a semana há apresentação ao vivo e a cores. Haja corações...

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

FONOTECA DE VINIL, HELLO?















Para além desta ou esta notícia com mais de meio ano, alguém sabe mais alguma coisa da esperada Fonoteca Municipal de Vinil?


BEACH HOUSE, AMOR DE LIMÃO!

Certamente a pensar no carinho de muitos dos aficionados, foi preciso esperar pelo Dia dos Namorados para que os Beach House nos preparassem uma surpresa amorosa - nova canção, novo disco!

domingo, 11 de fevereiro de 2018

NADINE KHOURI + ADRIAN CROWLEY, Passos Manuel, Porto, 9 de Fevereiro de 2018

Aquando da estreia de Nadine Khouri há precisamente um ano em formato trio no outro lado da rua portuense acabamos surpreendidos com a intensidade e maturidade do conjunto de temas do disco "The Salted Air", cartão de visita primordial desse serão. O regresso a solo na sexta-feira acabou por manter a fasquia de qualidade então notada mas, seja pela penumbra seja pela acústica assinalável da sala, a curta apresentação da simpática libanesa acabou por carimbar com fascínio a nossa paixão por uma artista que faz da ternura sonora um gostoso sismo emocional!

(13/02/2018 - videos removidos a pedido da artista)





O irlandês Adrian Crowley andou anos no nosso primeiro iPod aquando do álbum "Long System Swimmer" mas depois, como muitos outros, passou a engrossar o rol do esquecimento perante a velocidade do tempo... O magnífico disco do ano passado "Dark Eyed Messenger" que recebeu o toque de classe de Thomas Bartlett /Doveman permitiu a redescoberta que, felizmente, tantas vezes acontece a que se juntou um coincidente regresso a Portugal para a sua apresentação. Em boa hora! Concerto de tensão macia que uma voz a la Bill Callahan rapidamente conquistou os presentes e de que são bons exemplos de inspiração a versão de "Ocean" dos Velvet Underground, o trepidante poema de Yeats acappella ou muito coheniano "And So Goes The Night", grande tema do disco do ano passado. Tempo ainda para um dueto esperado com Khouri e a enorme canção/história "Unhappy Seamstress" que coube no único encore e aquele som da máquina de costura que uma pequena caixa de realejo ajudou a perdurar na escuridão. Anuncia-se um regresso, como convêm!   







sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

LIIMA, DOSE TRIPLA AO VIVO















O projecto Liima, aventura paralela dos dinamarqueses Efterklang ao lado do baterista Tatu Ronkko iniciado há dois anos, editou em 2017 o magnífico segundo disco "1982". Agora que Casper Clausen é (quase) nosso conterrâneo e depois da visita não presenciada a Viseu no Festival Jardins Efémeros de 2016, anuncia-se uma dose tripla de concertos para Março: quarta, 21, em Lisboa (ZDBois), quinta, 22, em Guimarães (CCVFlor) e sábado, 24, nos Açores no âmbito do Festival Tremor. Seja onde for, imperdível, nem que seja só para ouvir uma única maravilha: "My Mind Is Yours"!




quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

PRIMAVERA SOUND PORTO: AMANHÃ ANDA À RODA!














Amanhã, dia 8 de Fevereiro, anda à roda o euromilhões dos concertos do próximo Primavera Sound portuense. Para além dos Shellac que são banda residente e exceptuando o Nick Cave e as Breeders que parecem já confirmados, a nossa aposta simples é esta:
5 números: The War On Drugs, Grizzly Bear, Panda Bear, Ariel Pink, Thundercat;
2 estrelas: Rhye, Public Service Broadcasting.

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

UAUU #415

SUSANNA, REGRESSO ÀS VERSÕES!





















A voz mágica da norueguesa Susanna Wallmurod chegou-nos há mais de onze anos disfarçada num disco chamado "Melody Mountain" na companhia de uma tal Magical Orchestra, um conjunto de dez notáveis versões e que chegou a ter a devida apresentação ao vivo num serão memorável! Entre discos de originais, a artista não tem resistido a pegar em clássicos para lhes conferir o seu toque de classe como se nota na parceria de 2011 com a harpista Giovanna Pessi ou no EP de 2015 com mais cinco bons exemplos. Chega agora outra dose de respeito - o álbum "Go Dig My Grave" que sai na sexta-feira contempla uma dezena de covers com acento, desta vez, numa série mais obscura de tradicionais e da folk, havendo, no entanto, clássicos de Lou Reed ("Perfect Day"), Joy Divison ("Wilderness") e James Shelton ("Lilac Wine") e até um poema de Baudelaire ("Invitation to the Voyage") musicado pela própria. A ajudar Susanna na rendição está a referida Giovanna Pessi, a acordeonista Ida Hidle e a violinista Tuva Syvertsen, um quarteto que seria bom comprovar ao vivo num qualquer palco pelas redondezas...







sábado, 3 de fevereiro de 2018

SEREIAS + WAND, Hard Club, Porto, 2 de Fevereiro de 2018

O primeiro concerto do ano aqui para a casa teve ontem dose dupla saborosa. De entrada, a surpresa quase surreal dos Sereias, um colectivo que exerce uma sonoridade densa, a roçar a anarquia instrumental de faceta punk e laivos free-jazz que vai dando (dis)forma às palavras do poeta António Pedro Ribeiro. "Primeiro Ministro", "Rua", "Loucura" ou "Putas da TV" são alguns dos exemplos de agitação poética de choque que não podem deixar ninguém indiferente e que não permite meio-termos. Ou se ouve de bom grado e se dá atenção, o que foi o caso, ou o melhor é mesmo virar costas a este "Poeta Negro" como ficou bem vincado nas palavras ditas no final da perfomance. Um sobressalto!



Aquando da visita dos Wand à Invicta durante o Primavera passado, ficamos com um pequeno amargo de boca com os míseros quinze minutos finais, ou nem isso, do concerto dos californianos em pleno palco arborizado. Agora que o regresso se fazia em nome próprio não havia desculpa para que falta não fosse colmatada e em boa hora (mesmo em cima do joelho...) acabamos na sala mais pequena do clube portuense bem composto e expectante para a apresentação do novo disco "Plum". Confirmou-se a variedade cromática das canções novas, um pouco mais pop que o habitual, mas já bem conhecidas da maioria a que se juntaram algumas peças mais antigas obrigatórias como "Bee Karma", já um clássico psico-rock, "Floating Head" ou "Fire On The Mountain" tocado já quase de luzes acesas num encore estranho já depois de desligados os amplificadores! Confirmou-se ainda a fluidez e entrosamento do conjunto, a faceta front-man impagável de Cory Hanson e a estranheza linda de uma banda que pode e deve ser rotulada de puro indie rock sem contaminações. Recomendável, muito!







sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

FIELD MUSIC, GÉNIO À SOLTA!

Seja qual for a data, cada dia que os Field Music editam um álbum de originais é sempre um momento de celebração. Esse dia é hoje! Chama-se "Open Here" mais uma dose de inquietude sonora onde parece valer tudo, ou seja, um art-rock ora pomposo ora naif sem preocupações estéticas de fachada, sim, porque aqui não há subtilezas ou armadilhas mas sim um génio sem rédea cada vez mais raro nos dias de hoje. Os manos Peter e David Brewis demoram sempre o seu tempo a experimentar a táctica com o mundo pós-Brexit a ser, desta vez, motivo de reflexão e inspiração, mas o resultado continua brilhante e sedutor mesmo que para alguns cépticos a "coisa" soe estranha e desconfiante. A prescrição passa, obviamente, por muitas audições atentas que vão ajudar a dispersar o desconforto e, já agora, um qualquer palco nocturno que os receba condigna e superiormente como merecem para que a conversão se concretize sem mais demoras. Haja fé... na música criativa!




quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

CORNELIUS, BOA ONDA!

O japonês Keigo Oyamada aka Cornelius já foi comparado a Beck ou aos Beach Boys em versão asiática mas, tirando os exageros, o músico, produtor e compositor tem talento confirmado e uma série de virtudes pop que facilmente se notam em qualquer das suas talentosas canções. Depois de uma ausência de onze anos, Cornelius editou no Verão passado o álbum "Mellow Waves", um conjunto de temas cantados em japonês que viciam a cada audição e que ganham ainda um maior lustre sempre que um novo video emerge da selva digital. Espreitem só estes espantosos pedacinhos boa onda!







WILCO, UM MUNDO NA RÁDIO!





















Amanhã os Wilco inventam uma rádio só para eles com a transmissão de dez horas de emissão exclusivamente sobre o seu mundo o que é invariavelmente sinónimo de fascínio: entrevistas, versões, conversas, confissões e muitas canções e actuações ao vivo, tudo a propósito da reedição dos dois primeiros álbuns "A.M" (1995) e "Being There" (1996). A partir das 4 da tarde a sintonia com repetição em loop até Domingo faz-se obrigatoriamente aqui!

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

THE INNOCENCE MISSION, BENDITO INVERNO!




















A voz cintilante de Karen Peris que brilha no tema "The Places We've Been" dos Lost Horizons deu-nos esperança que os The Innocence Mission preparavam o regresso... Confirmado e prometido, assim, está um novo álbum para a Primavera que foi recentemente antecipado por um EP de tonalidades de Inverno com quatro canções, uma delas a incluir no futuro disco. Os restantes são exclusivos como uma regravação de "Snow" e este "The Snow On Pi Day", maravilha que dá nome ao regresso abençoado. 

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

UAUU #414

FAMÍLIA VELOSO, UMA DÁDIVA!















Já chegado aos setenta e cinco anos e depois de cantar para os três filhos diversas melodias de embalar ao longo dos tempos, faltava, certamente, a Caetano Veloso reunir Moreno, Tom e Zeca para escrever canções e gravar um disco a editar este ano com o nome de "Ofertório". Aproveitando o embalo, em Outubro passado começou pelo Brasil uma tournée que teve na noite do Theatro Net de São Paulo a oportunidade para o registo de um DVD que acompanhará o álbum. Hoje foi oficialmente lançado o primeiro single do registo chamado "Todo o Homem", uma canção escrita por Zeca que se estreia, assim, na composição e que na versão ao vivo conta já com mais de um milhão de escutas num mês e meio. Grande surpresa este caçula! Vamos ficar à espera de muitas outras...