terça-feira, 31 de dezembro de 2013

UUUUUUUUUUH, AAAAAAAAAAH!

It's new year's eve... 
BOAS ENTRADAS E UM GRANDE 2014!

 

DENNIS WILSON, SABE BEM

Foto: The Guardian













Pura coincidência ou não, uma viagem de carro no chuvoso Domingo passado foi de, certa forma, aconchegada com a audição de "Pacific Ocean Blue" via iPod, disco imenso de Dennis Wilson. Hoje, em zapping pela rede, demos com um excelente artigo no Guardian que recupera um encontro imediato com o malogrado baterista dos Beach Boys falecido há 30 anos em circunstâncias, claro, estranhas. Das virtudes milagrosas de um álbum tão sagrado que sabe sempre bem, deixamos aqui três bons exemplos, qualquer um deles que tantas e tantas vezes suspiramos encontrar perdidos entre molhos de rodelas pequenas de vinil sem capa e com o selo da Caribou Records ou então com um jovem barbudo a sorrir para nós... Peace!


       


OS CONCERTOS vs TELEFONES ESPERTOS

Foto: jornal "Público"














Está hoje no Público, talvez por ser dia de novas poucas relevantes e servir para "encher chouriços", um artigo de duas páginas sobre a eterna questão dos concertos, os telemóveis, as fotografias ou filmagens... Vale a pena ler embora as conclusões sejam nenhumas!  

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

ANTONY + BATTIATO = A QUÊ?





















A resposta à equação não é unânime, embora o mais fácil seria dizer "quase nada". Antony habituou-nos há muito a colaborações diversas na companhia de orquestras completas, ensembles clássicos e outras variações para apresentar o seu reportório e, por isso, uma noite com a Filarmonica Arturo Toscanini com os seus Johnsons na arena romana de Verona em Setembro passado não será nada de surpreendente. Mas se lhe acrescentarmos a parceria de Franco Battiato, homem de várias facetas, da pintura à escrita passando pela composição, regência e canto, o contexto muda de figura e serve de motivo para um registo ao vivo intitulado "Del Suo Veloce Volo". São quinze temas de ambos os artistas que se juntam em três duetos - "You're My Sister", '"As Tears Go By" (dos Stones) e o tema título a que originalmente Antony tinha já dado a voz quando se conheceram na gravação do disco de Battiato "Fleurs 2" em 2008. Misturando vozes ou cruzando arranjos são tudo boas razões para regressar a Antony e às suas grandes canções e versões maravilha como aquela ali em baixo...                




JJ, PERFUME Nº5?












O duo sueco Joakim Benon e Elin Kastlander que assina as sua magníficas canções como jj, assim mesmo, em minúsculas, é um tesouro semi-escondido quase a ser destapado. Já lá vão dois álbuns e uma carrada de singles a que quase sempre corresponde um simples número e, sendo assim, aproxima-se o nº 5, melhor, "V", de que há já uma prévia amostra. Não sabemos se a prenda que a banda deixou na véspera de Natal pela rede pertencerá a esse trabalho, mas "My Boyz" e o respectivo video são uma criação única que se espalha como perfume intenso de um frasco partido. E lembrem-se, "This is not a commercial, this is not a single, this is not a cry for help..."

DAFT PUNK´D!

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

SINGLES #32





















DAWN McCARTHY & BONNIE PRINCE BILLY
Christmas Eve Can Kill You
Domino, 2012
A cantar e a viajar juntos há largos anos, Bonnie Prince Billy e Dawn McCarthy dos Faun Fables, que vimos, aliás, numa saudosa noite do Theatro Circo bracarense, decidiram o ano passado gravar um álbum de versões dos The Everly Brothers a que chamaram apropriadamente "What the Brothers Sang". A esta notória cumplicidade em jeito de tributo, juntou-se no Natal um extra de época em formato de 7" com o clássico "Christmas Eve Can Kill You" de 1972 a que se acrescentou ainda no lado B uma versão de "Lovey Kravezit". Ambos os temas não estão no álbum e hoje, entre correrias matinais à chuva na busca do bolo-rei especial, do queijo de Seia ou da prenda ainda em falta e com o amargo de ter que trabalhar da parte da tarde, só podemos dar razão ao refrão da canção dos irmãos Everly quando só temos é vontade de mandar tudo para as urtigas... BOM NATAL, vá!     

NATAL MARCIANO!





















A alucinação sob direcção de Wayne Coyne tem cinco anos, foi já lançada em DVD com respectiva banda sonora dos Flaming Lips que participam como actores entre alguns convidados e está desde hoje oficialmente disponível na íntegra em alta qualidade no maior ecrã do universo. É só carregar no botão e, zás, aí está a realidade cósmica de "Christmas On Mars"!  

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

SUN KILL MOON NA CASA DA MÚSICA















Num primeiro trimestre de 2014 que promete alguns bons concertos (Bill Callahan, Cass McCombs ou Jacco Gardner, por exemplo) haverá ainda uma noite a não perder - Mark Kozelek e o seu projecto Sun Kill Moon estará na sala principal da Casa da Música no dia 29 de Março para apresentar o novo disco "Benji". Gravado este ano na companhia de, entre outros, Will Oldham e Steve Shelley, baterista dos Sonic Youth que o acompanhará no Porto, o álbum terá canções que evocam a infância e a actual vida do irrequieto Kozelek, entre as quais está "Micheline" já tocada em Aveiro em Outubro passado durante o Festival Vagabundo e que surgirá no disco bónus de cinco temas ao vivo. Aqui fica um outro, não por acaso, lindíssimo sobre a sua mãe na companhia de Oldham...     


quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

3X20 ESPECIAL 2013














20 CANÇÕES X 20 ÁLBUNS X 20 CONCERTOS + 10 Low + 10 High 2013
Em ano de terminação azarenta, efectivamente a sorte não foi muita... 

20 canções:
1. DEVENDRA BANHART - Daniel
2. DUCKTAILS - Under Cover
3. ALELA DIANE - Colorado Blue
4. RHYE - One of Those Summer Days
5. DAFT PUNK - Get Lucky
6. CASS McCOMBS feat. Karen Black - Brighter
7. IRON AND WINE - New Mexico's No Breeze
8. PREFAB SPROUT - The Best Jewel Thief in the World
9. DAVID BOWIE - So She
10. UNKNOWN MORTAL ORCHESTRA - Swim and Sleep (Like a Shark)
11. JULIA HOLTER - This is a True Heart
12. MATT POND - Go Where The Leaves Go
13. THESE NEW PURITANS - Fragment Two
14. KING KRULE - Baby Blue
15. YOUTH LAGOON - Dropla
16. DAUGHTER - Lifeforms 
17. VAMPIRE WEEKEND - Diane Young
18. GOLDFRAPP - Drew
19. JENNY O. - Lazy Jane
20. POND - Oh Darma

20 Álbuns:
1. JULIA HOLTER - Loud City Song
2. LUBOMYR MELNYK - Corollaries
3. DAVID BOWIE - The Next Day
4. KING KRULE - 6 Feet Beneath The Moon
5. BILL CALLAHAN - Dream River
6. THESE NEW PURITANS - Field Of Reeds
7. KURT VILE - Walking On A Pretty Daze
8. DORIAN WOOD - Rattle Rattle
9. PREFAB SPROUT - Crimson/Red
10. DAUGHTER - If You Leave
11. WILLIS EARL BEAL  Nobody Knows
12. ALELA DIANE - About Farewell
13. POND - Hobo Rocket 
14. UNKNOWN MORTAL ORCHESTRA - II
15. GOLDFRAPP - Tales of Us
16. DUCKTAILS - The Flower Lane
17. CASS McCOMBS - Big Wheel and Others
18. RHYE - Woman
19. QUERCUS - Quercus
20. DEVENDRA BANHART - Mala

20 Concertos:
1. NICK CAVE & THE BAD SEEDS, Primavera Sound, Porto, 30 de Maio »»»
2. SAVAGES, Primavera Sound, Porto, 2 de Junho »»»
3. BEACH HOUSE, Hard Club, 18 de Março »»»
4. BLUR, Primavera Sound, Porto, 31 de Maio »»»
5. DANIEL JONHSTON, Primavera Sound, 31 de Maio »»»
6. DEVENDRA BANHART, Casa da Música, 2 de Agosto »»»
7. THESE NEW PURITANS, Hard Club, 26 de Novembro »»»
8. MELODY'S ECHO CHAMBER, Primavera Sound, 31 de Maio »»»
9. EFTERKLANG, Hard Club, 30 de Abril »»»
10. ANNA CALVI, Casa da Música, 16 de Dezembro »»»
11. WILD NOTHING, Primavera Sound, Porto, 30 de Maio »»»
12. PHOSHORESCENT, Festival Paredes de Coura, 17 de Agosto »»»
13. THE DIVINE COMEDY, Manta, CCVila Flor, Guimarães, 7 de Setembro »»»
14. SELVHENTER, Serralves em Festa, 10 de Junho »»»
15. ELEANOR FRIEDBERGER, Casa da Música, 5 de Outubro »»»
16. BELLE & SEBASTIAN, Festival Paredes de Coura, 17 de Agosto »»»
17. DESTROYER, PAC/Blackbox, Guimarães, 7 de Dezembro »»»
18. THE WEDDING PRESENT, Warm Up Paredes de Coura, Porto, 13  de Abril »»»
19. DUCKTAILS, Festival Paredes de Coura, 17 de Agosto »»»
20. UNKNOWN MORTAL ORCHESTRA, Casa da Música, 30 de Novembro »»»

10 Low:
. a irrevogabilidade revogável do inconsciente Paulo Portas;
. a estupidez e insanidade dos putos Bieber e Cyrus;
. o "amigo" Obama, o rei dos espiões;
. os Pixies sem Kim Deal;  
. a malvadez cínica do ministro Gaspar;
. o neocolonialismo europeu e a vergonha de Lampedusa;
. os ricos portugueses cada vez mais ricos;
. a imundice pestilenta do "caso" Barbara/Carrilho;
. a irritante altivês alemã; 
. as clavículas que partem e nós não "sabíamos"...

10 High:

. o regresso milagroso de Bowie;
. o pontapé "à Porto" na arrogância de Menezes;
. os feitos impensáveis do Rui Costa ciclista; 
. a festarola dos Blur no Parque da Cidade;
. a descida à realidade terrena de um Papa Chico Esperança;
. o correr saltitante pela Biosfera madeirense;
. a reabertura cinéfila da Casa das Artes portuense; 
. a lucidez e rara sapiência de Adriano Moreira; 
. a Gisela, que bela, João;
. o "eu estou aqui" (e ainda bem) do Ronaldo na hora certa.

DORIAN WOOD, BRUTAL!





















Primeiro é a surpresa, depois a confirmação: Dorian Wood é um caso sério de talento em bruto dono de um disco imenso que leva tempo a assimilar mas a que não podem ficar indiferentes. Costa-riquenho de ascendência, assumidamente gay e ferrenho denunciador das injustiças contra as mulheres, a sua voz e composição fazem lembrar Antony, Scott Walker e até Nick Cave, um som perturbador e que felizmente nos intimida. Poderemos comprová-lo ao vivo aqui muito próximo, em Vigo, dia 23 de Janeiro...     





terça-feira, 17 de dezembro de 2013

É NICK DRAKE, É GARETH DICKSON!





















Já por diversas ocasiões elogiamos por aqui os notáveis atributos de Gareth Dickson na recriação das canções de Nick Drake. Ao vivo, em sessões de rádio e agora finalmente em disco é fácil concluir das semelhanças do estilo e dos dedilhados, uma benção ao alcance de muito poucos. O escocês tem em "Wraiths", álbum de Outubro passado, a concretização de um arriscado desígnio e projecto ("Nicked Drake") que desafia os próprios originais mas que afasta quaisquer fantasmas ("Wraiths" em escocês antigo) e dissipa as dúvidas. Drake, ele vive!

I HAVE A TRIBE + ANNA CALVI, Casa da Música, 16 de Dezembro de 2013

Poder-se-á questionar se a passagem de Anna Calvi pelo Hard Club há já mais de dois anos foi melhor que o concerto de ontem. Poder-se-á também ter dúvidas sobre quais dos dois álbuns até agora editados tem melhores canções. Poder-se-á até cogitar em quais dos serões a menina estaria mais bem disposta, embora aqui se tenha notado uma ligeira diferença na forma como a sala enorme da Casa da Música condicionou o à-vontade com que encarou o público portuense. Não pode é haver dúvidas de que Calvi é uma artista e pêras, com uma presença em palco arrasadora, intrigante mesmo, a que acode uma banda-trio de excelência e que juntos transportam para o palco um enlevo de qualidade sonora fascinante que nos mantêm, sem rodeios, perfeitamente agarrados a qualquer dos formatos experimentados - pode ser um "Sing To Me" a pairar na beirinha da perfeição, uma cover solo de "Fire" de fazer arrepios frios ao próprio Springsteen ou um "Love Won't Be Leaving" que encerra o primeiro disco e que ontem, esticado quase para dez delirantes minutos, arrasou com todas as expectativas. E para que as incertezas, se as houvesse, acabassem de vez houve ainda tempo para "Desire", "Blackout" e o indispensável "Jezebel" de Piaf a encerrar uma grande noite de música. Ponto... final!       
    
Uma referência merecida para a primeira parte a cargo do misterioso projecto I Have a Tribe, um irlandês ao piano e guitarra com excelentes canções mas sem discos, aparentemente, editados e que urge trazer para a luz do dia. 

SÃO DOIS SOLOS DE MOCKASIN P.F.!




segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

A JO JO'S FECHOU?
















No passado Sábado, em tarde de roteiro de vinil pela baixa do Porto, demos com a loja da Jo Jo's de Passos Manuel encerrada ainda que, segundo o aviso, temporariamente. Consultando o site sugerido, dá para perceber que a Jo Jo's e a Cdgo já não são bem a mesma coisa e só esperamos que a reabertura se efective rapidamente que isto de comprar discos na internet não tem piada nenhuma... 

Actualização: percebido

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

HOSPITALITY, MAIS UM BOM BOM!





















É difícil não gostar dos Hospitality, um trio pop de Brooklyn com nome permanente da guest list desta casa desde que o disco de estreia rodou por aqui em 2012 até à exaustão. Estão de regresso com um segundo trabalho, o álbum "Trouble" com saída prevista no final de Janeiro na Merge Records e que tem em "I Miss Your Bones" um primeiro e desconcertante single de apresentação. Primavera Sound do Porto com eles, já!

DAMIEN JURADO, DOIS EM UM





















Aproxima-se a data de edição de "Brothers And Sisters of the Eternal Son", novo álbum de Damien Jurado que terá na versão de luxo uma verdadeira benesse - um outro disco chamado "Sisters" gravado ao vivo numa igreja de Seattle (Fremont Abbey) com a participação de um coro feminino - o Silver Sisters Choir - onde se reinterpretam seis das novas canções e ainda duas outras completamente inéditas. Entretanto, Jurado estará de regresso à Península Ibérica, ou seja, pelo menos a Espanha onde há já concertos marcados para Março próximo, sendo um deles muito perto - dia 7 no Auditório Municipal do Concello de Vigo. Eia...

UAUU #166

Wooden Shjips - Everybody Knows from Thrill Jockey Records on Vimeo.

3X20 DEZEMBRO












quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

RÁPIDO À BILHETEIRA!















As Savages, que esgotaram o Coliseu de Lisboa no último Mexefest lisboeta e fizeram a tenda do Primavera Sound portuense rebentar pelas costuras, voltam à Invicta para um espectáculo no Hard Club em 21 de Fevereiro próximo! Atendendo à capacidade do recinto, o aperto vai ser certamente muito e, sendo assim, só há um caminho - rápido à bilheteira seja ela onde fôr!

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

RUFUS WAINWRIGHT: É TEMPO DE BEST OF





















A carreira de Rufus Wainwright é desde 1998, ano em que editou o primeiro álbum, um exemplo notável de persistência qualitativa com, obviamente, alguns altos e baixos oriundos de uma ou várias obstinações com a perfeição. Para os fãs, não será fácil concordar com a selecção de 18 temas a incluir em "Vibrate", best of agendado para Março de 2014 onde se inclui um inédito intitulado "Me & Liz", Minelli, presumivelmente, e com uma edição de luxo que se afigura um pouco mais apetitosa - rendições ao vivo de canções mais rebuscadas, versões e mais um novo tema, este so rufus "Chic and Pointless"...
    

domingo, 8 de dezembro de 2013

DESTROYER, PAC/Black Box, Guimarães, 7 de Dezembro de 2013

A noite de estreias vimaranenses - a nossa primeira incursão na tal PAC-Plataforma das Artes e Criatividade e o senhor Dan Bejar a solo e a tocar guitarra - funcionou na perfeição. Boa adesão de público, som de sala magnífico e uma selecção de temas a que só faltou mesmo uma versão acústica do eterno "Kaputt", nome de canção e de álbum de onde soaram, entre outros, um fantástico "Chinatown" e um "Savage Night At the Opera" em slowdown... Lugar também para "Europeen Oils", exemplo de material mais antigo e já vintage que não perdeu, obviamente, qualidade e duas aventuras mais recentes em castelhano que apesar, como confessado, de não ser na totalidade percebido pelo próprio artista, acaba por ser uma opção em que o risco vale todo o charme conseguido. Basta ouvir este já clássico "María de las Nieves"! 

+ canções em HugtheDj.       

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

UAUU #164

MARÍA DE LAS NIEVES SE ENCERRÓ EN MI HABITACIÓN










tiene los pies fríos y un puñal siniestro sobre el camisón.
María de las Nieves, se me rompe el corazón. (...)

E pronto, se quiserem ouvir de viva voz esta e outras histórias pelo próprio Dan Bejar, neste caso uma versão de uma antiga canção dos sevilhanos Sr. Chinarro, amanhã é uma boa oportunidade para uma deslocação a Guimarães onde em nome de Destroyer o músico se apresenta a solo para, certamente, um raro encantamento nocturno. 

NELSON MANDELA (1918-2013)

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

WHITE DENIM DE SONHO

Agora que os White Denim parecem apostados em rivalizar com os Black Keys de boa casta e lançam um disco potente de nome "Corsicana Lemonade", o que não deverá ser surpresa para quem ouviu com atenção o magnífico "D" (um dos melhores de 2011 aqui na casa), há uma canção de outro mundo que está reservada para o final do novo álbum e que, meu deus, faz sonhar com sol, areia, caipirinhas e calor! Chama-se a "A Place To Start" e apostamos que vão carregar no repeat... muitas vezes.     

CASS MCCOMBS, É SÓ ESCOLHER!












Como o prometido é devido, Cass Mccombs tem três concertos agendados no nosso país para o próximo mês de Janeiro, sendo dois deles a norte - é só escolher entre o dia 17 no Teatro Aveirense, sexta, ou o dia seguinte na Casa das Artes de V.N.Famalicão, local para onde tinha sido marcado um espectáculo em Maio passado que viria a ser anulado porque o músico sofreu uma queda valente a andar de skate! A propósito...

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

UAUU #163

MEMÓRIAS #10

Já por aqui falamos dos Violent Femmes e da ansiedade que era vê-los ao vivo nos anos oitenta. A sede só seria finalmente satisfeita a 3 de Dezembro de 1999, fez ontem catorze anos, num Coliseu do Porto à pinha, com os Ornatos Violeta a realizar a primeira parte e com um Gordon Gano a atravessar-se a cantar em português como se comprova abaixo. Temos algumas saudades destes momentos pré-concertos que envolvia ir comprar o bilhete bem cedo ao Coliseu, ouvir os discos ou cassetes nas noites anteriores e, no dia, partir a tempo e horas para a baixa na procura do melhor lugar! O ritual merecia ainda uma escolha rigorosa da roupa, um café tomado no Autronauta e um encontro nada casual com uma trupe de amigos e amigas. O cerimonial foi-se perdendo com a idade e o mesmo se poderá dizer dos próprios Violent Femmes sujeitos desde essa época a uma banalização mortífera. 
Day after day, 
I will walk, and I will play
But the day, after today...

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

???? ; - )



+ pormenores...

KELLEY STOLTZ, QUE GRANDE EXPOSIÇÃO!





















O rapaz Kelley Stoltz grava discos desde 1999 e desde esse ano já lá vão oito álbuns em diferentes casas como a Sub-Pop e mais recentemente a Third Man Records de Jack White. É aqui que acabou por sair o surpreendente "Double Exposure", um trabalho que urge descobrir em alto volume de princípio ao fim, uma jornada psicadélica a merecer múltiplos e justos elogios da imprensa mais atenta e até dos amigos Thee Oh Sees para quem produziu discos. Entre tantas maravilhas escolheu-se provavelmente a mais orelhuda para receber video oficial a que, já agora, só falta mesmo somar uma rodelinha de 7". Ficava-lhe mesmo a matar...         

UAUU #162

domingo, 1 de dezembro de 2013

ARCHIE BRONSON OUTFIT + UNKNOWN MORTAL ORCHESTRA, Casa da Música, Porto, 30 de Novembro de 2013

Unknown Mortal Orchestra, CDM, Porto
















A sala cheia para receber mais um Clubbing tinha no trio neo-zelândez o centro das atenções. Com muitos a guardar lugar e posição para mais tarde, os Archie Bronson Outfit, um outro trio com origem inglesa, passaram uma hora de concerto a tocar para uma plateia sentada e algo alheada. Rock rude, penalizado por um som de sala inaceitável, uma marca eterna da sala grande da CDM, onde um nítido desnível entre as canções só provocou alguma agitação quando a banda optou por lhes juntar um baixo.
Já com a frente do palco rapidamente ocupada, os Unknown Mortal Orchestra não demoraram a comprovar recentes credenciais apresentadas em Coura e que dois álbuns de excelência ajudam, merecidamente, a glorificar. Sentiu-se, assim, uma onda festiva que logo percorreu a maioria do espectáculo, uma sequência que propositadamente intercalou temas desses dois discos com dois momentos altos - um "Ffunny Ffrends" potente e um agitador acústico "Swim and Sleep" já no encore, ambos a provar que o melhor da música que hoje se produz tem nos antípodas uma das origens sonoras mais cristalinas e saborosas.           












quarta-feira, 27 de novembro de 2013

THESE NEW PURITANS, Hard Club, Porto, 26 de Novembro de 2013


















A distância considerável da estreia no Porto dos These New Puritans não lhe retira as marcas. Estávamos em Junho de 2008 na pequena sala da Casa da Música, uma noite de Clubbing repleta de atractivos de respeito (Vampire Weekend ou Young Marble Giants, por exemplo) e coube aos irmãos Barnett encerrar a noite. Mesmo desfalcados, já na altura a banda mostrava coragem e até um certo arrojo em palco, com Jack Barnett engalanado por um colete metálico à romano e a berrar para todos ouvirem "Elvis, I wasn't talkin' 'bout that king"! Os miúdos cresceram o que se aplica fundamentalmente ao caminho que escolheram seguir - usar os instrumentos e a composição como experiência sonora multifacetada e nada óbvia o que resultou em dois álbuns ("Hidden" de 2010 e "Field of Reeds" deste ano) que muitos chamaram art rock mas que, etiquetas à parte, são pura arte! Ao vivo, de regresso à cidade, essa mestria foi bem evidente desde os primeiros acordes de "Spiral" até ao magnífico "Orion" com que se encerrou o serão, uma celebração de adesão diminuta em quantidade de público mas de uma intensidade e brilhantismo a toda a prova. Saliente a presença e contribuição de Elisa Rodrigues na voz, mas aqueles dois metais em contínuo desafio às batidas e samples ou os coros magnificientes (ouça-se "Field of Reeds") transformaram a sala maior do Hard Club numa catedral de largas colunas e ogivas altaneiras, um epicismo quase em desuso e, talvez por isso, de contágio deslumbrante. Bem dito purificador!











terça-feira, 26 de novembro de 2013

UAUU #161

MIDLAKE, UMA BANDA NA CIDADE













A história recente dos reinventados Midlake contada pelos próprios em Denton, Texas, cidade natal onde abriram um bar acolhedor, frequentam bibliotecas e ensaiam e experimentam em estúdio próprio sem pressões desnecessárias. Parece idílico!  

OBSCURAMENTE POP

Os Camera Obscura estão, nota-se, um bocadinho mais entradotes e gordinhos que em 2006 quando lhe pusemos pela primeira vez a vista em cima, mas as canções essas continuam a valer bem pena. E são logo cinco de enfiada para a uma sessão da 4AD...

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

UAUU #160

MILAGRES DE NATAL





















Com o Natal à porta, o notável projecto Yellow Bird Project lançou mais uma campanha de solidariedade com a colaboração imprescindível de Micah P. Hinson e respectiva família. Entre cinco canções originais e tradicionais que farão parte de uma edição digital, foram seleccionadas duas - "Please Daddy (Don't Get Drunk This Christmas)" e "Silent Night" - para um tentador 7" de vinil de impressão reduzida, numerada e assinada pelo próprio Hinson. Os proveitos serão aplicados numa casa de recolha de crianças situada em Keller, Texas, onde, como certamente por cá, todos os "milagres" serão bem-vindos.  

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

U2 DE REGRESSO




















Há duas canções novas dos U2 e uma delas, "Ordinary Love" composta para o filme "Mandela: Long Walk To Freedom", pode desde já ser testada com imagens aqui. De amanhã a oito dias haverá um 10" de vinil para tentar comprar nem que seja só pela capa!

FAROL #111











É uma só "borla" mas vale por muitas! Os Kings of Convenience oferecem uma excelente e já antiga remix de "Rule My World" a cargo de Velferd, amigo norueguês de Bergen, que chegou a merecer até uma outra versão sobreposta ao vivo! A banda está receptiva e desde já agradecida a qualquer iniciativa digital que dê imagens qualitativas a esta balançante e viciante remistura. Quem aceita o desafio?

STONES, DA FEIRA PARA A GALERIA!


















Um achado dá origem a uma exposição com inéditos fotográficos dos Rolling Stones com quase 50 anos ou porque é que se deve gostar de feiras de velharias e vasculhanços. Um primor!    

DUETOS DE JOHN GRANT





















A sempre recomendável Rough Trade elegeu "Pale Green Ghosts" de John Grant como o melhor álbum do ano e para o assinalar acrescentou à edição normal do disco mais dois outros com uma série de extras. Entre eles, há um mão cheia de duetos de Grant com Beth Orton, Sinned O'Connor ou Connor O' Brian dos Villagers que já por aqui passou num dos nossos "Duetos Improváveis". O melhor é que estas parcerias estão todas num vinil limitado nomeado "Gets Schooled" já à venda online e a que se pode acrescentar um lindíssimo poster alusivo devidamente assinado pelo artista. Grant estará no dia 29 de Novembro no Mexefest lisboeta.



terça-feira, 19 de novembro de 2013

WILLIS, UMA BOA SURPRESA!








































O universo de Nick Drake merece e merecerá sempre nesta casa uma particular atenção, missão que assumimos com prazer e devoção a um músico injustiçado no seu tempo mas que conhece hoje um reconhecimento, felizmente, mais abrangente. Sendo assim, ainda não percebemos como nos passou ao lado a edição de um EP já em 2012 de uma tal Willis, cantora inglesa que ficou conhecida por uma cover de "Word Up" de Cameo, onde repousam quatro versões das pequenas canções que Molly Drake, mãe de Nick, gravou em ambiente caseiro já lá vão 60 anos. A surpresa tem o nome de "Songs of Molly Drake" e conta com uma fabulosa retro-embalagem inspirada nos EP's antigos em vinil de edição francesa e só é mesmo pena que, como tal, não tenha sido disponibilizada numa simples rodelinha de plástico... Para dar vida às tais versões, Willis associou-se ao performer Dickie Beau e o resultado traduz-se para já em dois videos inspirados em "Magic", thriller clássico de Richard Attenborough datado de 1978. Excelente!




segunda-feira, 18 de novembro de 2013

CARÍSSIMAS CANÇÕES EM DISCO














Tal como desconfiamos aquando da apresentação de "Caríssimas Canções" na Casa da Música em Junho passado, a aventura de Sérgio Godinho em volta das versões terá edição em disco já no dia 25 de Novembro. Nele se reúnem catorze temas registados nos concertos ao vivo de Lisboa e Porto a que se acrescenta um DVD com imagens backstage e testemunhos de todo o processo criativo por parte de Hélder Gonçalves, Manuela Azevedo e Nuno Rafael, músicos que facilitaram sem dúvida a tarefa de Godinho. Os temas/versões e um original podem ser escutados desde hoje no spotify.     

SÃO VOZES, SENHORES!





















Em tempos idos a oportunidade seria boa para antecipar as compras de Natal, mas sendo agora os euros cada vez menos e a valer o mesmo, uma ida a Vigo só se justifica para um bom prato de calamares devidamente acompanhado com umas valentes Mahou a que se deve acrescentar um concerto imperdível. Parece ser o caso da edição deste ano do Festival Voces Femeninas, evento já devidamente enaltecido por estas bandas mas, infelizmente, ainda não experimentado e que já no próximo sábado reune por lá as meninas Anna Ternheim, Mackenzie Scott que grava e edita escondida como Torres e ainda a miúda Lady Lamb the Beekeeper. À partida, difícil será escolher qual a melhor, todas com grandes canções que eternecem a alma e aquecem o coração e que juntas na mesma noite e espaço ameaça tornar-se encantatório e, previsivelmente, mágico.    

Anna Ternheim- What have I done. Livesession. from Christian Haag on Vimeo.

Torres "November Baby" from Yours Truly on Vimeo.

Lady Lamb the Beekeeper: Return to Maine (presented by BreakThruTV) from BTRtv /// BreakThru Radio on Vimeo.

UAUU #156

domingo, 17 de novembro de 2013

WOODEN SHJIPS DE VOLTA À INVICTA

Os muito amados Wooden Shjips estão de volta ao Porto a 5 de Março próximo para um concerto ainda sem local definido onde, certamente, se apresentará o magnífico "Back To Land"... portista!

Wooden Shjips - Back To Land from Thrill Jockey Records on Vimeo.

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

BILL CALLAHAN, UMA NOITE NA SINAGOGA















Na noite de 2 de Outubro passado Bill Callahan e restante banda estiveram numa histórica sinagoga da cidade de Washinghton para um concerto de apresentação de "Deam River" mas onde não faltaram clássicos como "Sycamore" ou "Rock Bottom Riser". Ouça-se! Nunca mais é Fevereiro...

UAUU #155

terça-feira, 12 de novembro de 2013

TWIN SHADOW ENCOBERTO





















O rapaz George Lewis Jr., ou seja Twin Shadow, para além de escrever canções para as irmãs Haim e posar para revistas (foto de cima) tem-se dedicado nos últimos meses a realizar algumas versões de temas de variados artistas, a última dos quais recaiu logicamente sobre "Perfect Day" de Lou Reed. Elas aqui ficam para vossa avaliação sonora na certeza de que há por aqui alguns altos e baixos...







MORRISSEY E O SATÉLITE DO AMOR





















A influência de Lou Reed na vida e carreira de Morrissey está há muito reconhecida. Ao vivo, por exemplo, o ex-líder dos Smiths tem por hábito apresentar uma versão de "Satellite Of Love" tal como aconteceu no Chelsea Ballroom de Las Vegas a 25 de Novembro de 2011, interpretação agora escolhida para uma edição homenagem já no início do próximo mês com selo da Parlaphone. Para venda em loja haverá um picture disc de 7" e ainda um 12" de vinil com outras canções registadas ao vivo, goddies que pretendem ainda marcar o lançamento do audiobook da polémica autobiografia recentemente publicada e que terá leitura do actor "quase sósia" David... Morrissey!   

3X20 NOVEMBRO












segunda-feira, 11 de novembro de 2013

UAUU #154

PVC - PORTO VINIL CIRCUITO #2




















Qualquer ida à baixa em tempos idos tinha na Tubitek da Praça de Dom João I uma "capelinha de discos" de romagem obrigatória. Sendo assim, não custava nada de seguida ir espreitar a Philcolândia logo à frente na Magalhães Lemos, rua que desaguava e desagua a meio da Avenida dos Aliados. A loja, de certeza bem mais antiga que a própria Tubitek, situada do outro lado da entrada lateral do Rivoli, tinha um montra tripla tal como ainda hoje se mantêm, mas só uma delas era ocupada com as capas das últimas novidades comerciais, a maioria de cariz mais popular tipo Roberto Carlos ou Júlio Iglesias! A imensidão do espaço e a confusão de produtos expostos, que iam de frigoríficos (Philco?), a ferros de passar ou aspiradores, levaram-nos poucas vezes ao seu interior mas foi por lá que acabamos por comprar alguns dos álbuns dos Pink Floyd mais antigos (anos 70) que nos faltavam na colecção e temos a certeza de, ao lado da nossa irmã, acabar por trazer para casa o "View From the Ground" dos America, o tal onde estava o "You Can Do Magic"...   

Philcolândia, Rua Dr. Magalhães Lemos, 87, Porto













Philcolândia, Rua Dr. Magalhães Lemos, 87, Porto





sexta-feira, 8 de novembro de 2013

KRULE, A ESTRELA A CINTILAR













E pensar que há pouco mais de um ano, entre umas bejecas nos Maus Hábitos, King Krule nos prometeu passos bem medidos e certeiros para a sua carreira. És grande, puto!  

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

ARBOREA, PEQUENA MAGIA

Em 2011 os Arborea vieram ao Serralves em Festa e a convite do Bodyspace gravaram um maravilhoso video na Rua das Aldas, talvez uma das mais antigas da cidade do Porto e que abaixo se reproduz. A calma e a magia do momento, principalmente belo aquando da saída de casa de um idoso na sua pacatez, inspirou Buck Curran a compor uma improvisação à guitarra que recebeu precisamente o nome de "Rua das Aldas" e que está plasmada para a eternidade no novo disco "Fortress of The Sun". A experiência valeu alguns arrepios principalmente a Shanti Curran, uma história contada na primeira pessoa quando regressaram à Invicta em Maio passado para um concerto no Café Au Lait e que podem comprovar ali no minuto 55" num registo feito pelo Hug The Dj. A canção escolhida chamava-se curiosamente "A Little Time"...





UAUU #153

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

MEMÓRIAS #8

Durante anos e anos, terça-feira era sinónimo de Blitz, publicação que preencheu muito do nosso imaginário pop-rock dos anos oitenta e seguintes. Concorrência não havia e o jornal era quase a única fonte de informação algo actualizada sobre os álbuns, os artistas e, principalmente, os concertos. Gostávamos do cheiro papel e da tinta de impressão fresca que sujava as mãos enquanto devorávamos de fio a pavio as suas páginas e, por isso, fomos sempre entusiastas do milagre que era um jornal de música em Portugal. Acompanhamos todas as modificações, as novas rubricas ou escribas e só desistimos a sério quando em 2006 o projecto se transformou em revista com supostas pretensões expansivas, opção compreensível mas definitivamente arriscada. Temos bem vivo o primeiro número com a Siouxie na capa que apanhamos no dia de hoje há vinte nove anos à borla no quiosque junto da paragem do autocarro para o Rainha Santa e que guardamos religiosamente junto da colecção quase completa. Como prenda de aniversário aqui fica um clip de um programa da SIC em visita à redacção em 1995 onde se apresentam algumas caras que nos habituamos a ver assinar muitos dos artigos, entre eles o Miguel Cadete, director da actual Blitz. Seja como for, parabéns!                

SEM COMENTÁRIOS...

ANNA CALVI DE CLASSE





















Enquanto esperamos o reencontro, se possível olhos nos olhos, com Anna Calvi marcado para dia 16 de Dezembro na Casa da Música e o novo disco se vai entranhando, aqui está em primeira mão o video para "Suddenly". Pura classe!   

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

MEMÓRIAS #7

Faz hoje precisamente quatro anos, dia na época feriado, que a notícia repentina da morte de António Sérgio causou consternação entre toda uma geração de seguidores para sempre "formados" por este divulgador musical e na qual tivemos e temos orgulho em pertencer. Na altura, entre diversos e sentidos testemunhos, prometerem-se inúmeras homenagens futuras - por exemplo e entre outras, a atribuição do seu nome a um palco de um qualquer festival - de que, infelizmente, não se conhecem concretizações... Entre as fitas VHS que nos últimos tempos temos vasculhado, foi com agradável surpresa que deparamos com esta ida do António Sérgio ao programa "O Senhor Que Se Segue" da SIC. Apesar da má qualidade do registo, de alguns discursos e comentários de parte do quarteto feminino e de termos que editar/cortar, por razões de direitos de autor, os primeiros momentos onde foram apresentados excertos de clips de Seal, PJ Harvey e Portished, sobram quase quarenta e cinco minutos de um raro testemunho do amor pela música, pelos discos em vinil, pela família, pelos ouvintes e, acima de tudo, pela rádio e o éter, uma radioterapia sem a qual não conseguiria viver. Às tantas, mesmo antes do final da primeira parte, Paula Moura Pinheiro afirma "O António Sérgio faz falta" o que, passado todo este tempo, não podia ser mais verdadeiro e que faz crescer ainda mais as já muitas saudades!